• PORTAL G7

Animados, jovens do 1ºEmpregotech começam avaliações


A partir desta segunda-feira (17/2), os inscritos no programa Primeiro Emprego em Tecnologia (1ºEmpregotech) farão avaliações, aplicadas na modalidade Ensino à Distância (EAD).


Foto: SMCS/Pedro Ribas


A partir desta segunda-feira (17/2), os inscritos no programa Primeiro Emprego em Tecnologia (1ºEmpregotech) farão avaliações, aplicadas na modalidade Ensino à Distância (EAD). No portal do programa (empregotech.selecty.com.br), os jovens responderão questões sobre raciocínio lógico e conhecimentos gerais e noções de programação básica.


Os futuros participantes estão animados. “O 1ºEmpregotech é a oportunidade que eu estava esperando para aprender uma profissão e ingressar no mundo do trabalho”, disse João Victor de Paula Maciel, de 17 anos, no seminário inaugural do programa Primeiro Emprego em Tecnologia, neste domingo (16/2), no Teatro Ópera de Arame.


O evento inaugural teve palestras de especialistas em empregos do futuro e tecnologia e reuniu jovens, de 16 a 22 anos, interessados no curso de programação computação ofertado gratuitamente pelo programa.


Animado, Andrei Felipe Henning, de 20 anos, está entre os 1.693 inscritos no 1ºEmpregotech.


Já Maria Eduarda Rodrigues Garai, de 17 anos, vê o curso de programação como um diferencial importante para a sua carreira. “Vou cursar Jornalismo, mas acredito que o curso de programação vai fazer toda a diferença”, disse Maria Eduarda.


Aprendizes


Parceria entre a Agência Curitiba de Desenvolvimento e Inovação e a Fundação de Ação Social (FAS), o curso terá duração de cinco meses. As aulas começam em março, nas dez Ruas da Cidadania da Prefeitura, e os melhores colocados poderão ser contratados como aprendizes por startups e empresas de tecnologia de Curitiba e região.


Cris Alessi, presidente da Agência Curitiba, salienta que, além de capacitar em linguagem de programação, o 1ºEmpregotech vai trabalhar com os jovens as habilidades comportamentais.


"Os participantes também vão trabalhar os soft skills (habilidades comportamentais) exigidos hoje pela nova economia, como raciocínio lógico, liderança, trabalho em equipe multidisciplinar e organização de tempo", justifica Cris.


Além da Agência Curitiba e FAS, participaram da estruturação do novo programa da Prefeitura entidades e empresas do Vale do Pinhão, como a Associação das Empresas Brasileiras de Tecnologia da Informação no Paraná (Assespro-PR) e a Endeavor, organização de apoio a empreendedorismo e empreendedores de alto impacto.


A palestra inaugural foi ministrada pelo diretor da Inovação e Alianças da ISH Tecnologia e especialista em tecnologia, Allan Costa. Também participaram: Thiago Ferro, presidente da FAS; Fabiano Vilaruel, superitendente do Trabalho e Emprego da FAS; Everton Arantes, CEO da Prime Control; Marcio Monson, CEO da Selecty; Iglá Generoso, CEO da Digital Innovation One; e Sandra Soffner, Head of People da startup Pipefay.


Avaliações


A partir de segunda-feira (17/2), os inscritos no 1ºEmpregotech farão avaliações, aplicadas na modalidade Ensino à Distância (EAD). No portal do programa (empregotech.selecty.com.br), os jovens responderão questões sobre raciocínio lógico e conhecimentos gerais e noções de programação básica. Todos os inscritos já receberam por e-mail o acesso aos links dos conteúdos que precisam ser estudados.


Quem tirar a partir da nota 7 nas avaliações será selecionado para as próximas etapas do programa. A primeira delas será a participação no programa Mobiliza, que busca o desenvolvimento de habilidades e competências exigidas pela nova economia. As aulas do Mobiliza serão realizadas de 2 a 6 de março, nas Ruas da Cidadania das dez regionais.


Na segunda fase, que também terá início em março, os jovens começam as aulas de computação e programação básica, com carga horária de 160 horas, também nas Ruas da Cidadania.


“Na última etapa do 1ºEmpregotech, os melhores alunos poderão ser contratados como aprendizes pelas empresas de TI, aprendendo na prática os empregos do futuro”, salienta Thiago Ferro, presidente da FAS.


Emprego do Futuro


Emprego do Futuro é uma das principais agendas da gestão do prefeito Rafael Greca, assim como mobilidade urbana, sustentabilidade e cultura da inovação. A conexão de Curitiba e dos curitibanos com os desafios para a conquista dos Empregos do Futuro motivou um conjunto de ações desenvolvidas pelo Vale do Pinhão, o movimento da Prefeitura e do ecossistema de inovação da cidade para garantir o crescimento sustentável de Curitiba.

Desenvolvidas pela Agência Curitiba/Vale do Pinhão e Fundação de Ação Social (FAS), as iniciativas englobam desde ações focadas no setor de tecnologia e inovação até as de capacitação de habilidades técnicas e humanas. O princípio é simples: muitas profissões “tradicionais” vão mudar e muitas novas vão surgir. O objetivo é capacitar, apoiar e incentivar jovens e adultos, de forma que estejam mais bem preparados para as demandas do mercado de trabalho atual e futuro. As iniciativas incluem: Worktibas, 1ºEmpregotech, Primeiro Emprego, Tecnoparque, Liceus de Ofícios e Inovação, Bom Negócio, Mobiliza, Espaços Empreendedor, Empreendedora Curitibana, Fab Lab e Paiol Digital.


Fonte: PMC

0 visualização0 comentário