• PORTAL G7

Bolsonaro demite Mandetta do Ministério da Saúde


Nelson Teich, médico oncologista e consultor da campanha à presidência, é confirmado como novo titular da pasta.



Foto: YouTube / TV Brasil



"Foi um divórcio consensual, porque acima de mim como presidente e dele como ministro, está a saúde do povo brasileiro", afirmou o presidente."


Bolsonaro fez o pronunciamento acompanhado do novo ocupante da pasta, o oncologista Nelson Luiz Sperle Teich.


"Não condeno, não recrimino e não critico o ainda ministro Mandetta. Ele fez aquilo que, como médico, achava que devia fazer ao longo desse tempo. A separação, cada vez mais, se tornava uma realidade. Mas não podemos tomar decisões de forma que o trabalho feito até o momento fosse perdido. O que eu conversei ao longo desse tempo com o oncologista doutro Nelson, aqui ao meu lado, foi fazer com que ele entendesse a situação como um todo", disse Bolsonaro.


O médico Luiz Henrique Mandetta estava no comando do Ministério da Saúde desde o início da atual gestão, assumindo o cargo em janeiro de 2019.


Ao longo da pandemia de covid-19, doença causada pelo novo coronavírus, ele e o presidente entraram em rota de colisão, pelos posicionamentos assumidos em relação às orientações sobre o comportamento da sociedade.


De um lado, Bolsonaro defende um isolamento vertical, segmentado pelos grupos de risco, para minimizar os impactos sobre as atividades econ|ômicas. Já Mandetta segue a linha propagada pela Organização Mundial da Saúde, de distanciamento social horizontal, ou seja, para todos, para não sobrecarregar o sistema público de saúde.


Segundo o presidente, Luiz Henrique Mandetta fará parte de uma equipe de transição, na pasta.


Da Redação

4 visualizações0 comentário