• PORTAL G7

Bolsonaro muda escolha para substituir Moro na Justiça


Decisão foi tomada em reunião realizada hoje à tarde, em Brasília. Novo nome escolhido é o de André Mendonça, diretor-geral da AGU.



Foto: YouTube



Jorge de Oliveira não será mais o novo ministro da Justiça e Segurança Pública, como já havia sido confirmado por fontes de dentro do Palácio do Planalto.


Oliveira permanecerá na secretaria-geral da Presidência da República, onde elabora documentos que são assinados pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido).


Como é homem de total confiança do presidente, há informações de que, muitas vezes, Bolsonaro os assina lendo apenas suas minutas.


Agora, o nome escolhido por Bolsonaro para assumir o Ministério, em substituição ao ex-juiz federal Sergio Moro, é o de André Mendonça.


André Luiz de Almeida Mendonça é o atual advogado-geral da União, na AGU.


Perfil


Mendonça é natural de Santos (SP). Antes de entrar para a Advocacia Geral da União, ele foi advogado concursado da Petrobras Distribuidora.


Formou-se em Direito e em Teologia, em Londrina (PR). Em 2005, foi transferido para Brasília. Lá, atuou na corregedoria do órgão e participou de investigações que resultaram na demissão de advogados da União e procuradores da Fazenda.


André Mendonça obteve a avaliação mais alta na tese de doutoramento que defendeu, na Universidade de Salamanca, na Espanha: "Estado de Derecho y Gobernanza Global"


Polícia Federal


Alexandre Ramagem, atual diretor-geral da Agência Brasileira de Inteligência (Abin), permanece como o nome indicado para assumir a direção-geral da Polícia Federal.


Ele deve assumir o cargo, em substituição a Maurício Valeixo, que foi exonerado do cargo na última sexta-feira (24).


Da Redação

4 visualizações0 comentário