• PORTAL G7

Brasil: 643 mortes; mais de 34,4 mil novos contaminados

País acumula mais de 589,2 mil óbitos e de 21 milhões de casos confirmados de Covid-19, desde o início da pandemia. Recuperados correspondem a 95,7% do total de pacientes infectados.



Foto: YouTube



Em 24 horas, as autoridades de saúde do país registraram 34.407 novos casos de covid-19 e 643 mortes em consequência de complicações associadas à doença. Os dados foram divulgados pelo Ministério da Saúde nesta quinta-feira (16) em seu balanço diário sobre a pandemia.


Com os novos acréscimos às estatísticas, a soma de pessoas que perderam a vida para a pandemia atinge 589.240. Ontem (15), a compilação de dados do Ministério da Saúde registrava 588.597 óbitos.


Ainda há 3.331 falecimentos em investigação. Nessas situações, os diagnósticos dependem de resultados de exames concluídos apenas após o paciente já ter morrido.


Com os novos casos, o total de pessoas contaminadas pelo vírus desde o início da pandemia chegou a 21.069.017. Ontem, o sistema de informações da pandemia trazia 21.034.610 casos acumulados.


Ainda há 306.713 casos em acompanhamento. O nome é dado ao número de casos ativos de pessoas que tiveram o diagnóstico confirmado e estão sendo atendidas por equipes de saúde ou se recuperando em casa.


O número de pessoas que se recuperaram da covid-19 foi para 20.173.064, o que corresponde a 95,7% das pessoas infectadas no Brasil desde o início da pandemia.



Estados


No topo do ranking de mortes por estado estão São Paulo (147.811), Rio de Janeiro (64.472), Minas Gerais (53.899), Paraná (38.268) e Rio Grande do Sul (34.472).


Na parte de baixo da lista estão Acre (1.816), Amapá (1.969), Roraima (1.982), Tocantins (3.728) e Sergipe (6.003).



Vacinação


Até o início da noite desta quinta-feira, o painel de vacinação do Ministério da Saúde não tinha novas atualizações, e o sistema marcava 216,6 milhões de doses aplicadas, sendo 139,8 milhões da primeira dose e 76,7 milhões da segunda dose. Nas últimas 24 horas, foram aplicadas 2,5 milhões de doses.


Quando considerados apenas os dados consolidados no sistema do Programa Nacional de Imunizações (PNI), foram aplicadas 204,4 milhões de doses, sendo 132,6 milhões da primeira dose e 71,7 milhões da segunda dose.

Ainda conforme o painel de vacinação, foram distribuídas 267,6 milhões de doses, sendo entregues 256,4 milhões.



Fonte: Agência Brasil

2 visualizações0 comentário