• PORTAL G7

Brasil: Quase 1,3 mil óbitos; mais de 52 mil registros em 24 horas


País soma 103 mil mortos e 3,1 milhões de casos confirmados de Covid-19. Até o momento, 72,1% dos pacientes conseguiram se recuperar da doença.



Foto: YouTube



A atualização diária do Ministério da Saúde, divulgada hoje (11), mostra que o Brasil tem 3.109.630 casos confirmados de Covid-19 acumulados desde o início da pandemia. Desse total, 103.026 evoluíram para óbito (3,3%); 2.243.124 pacientes se recuperam da doença (72,1%); e 763.480 estão em tratamento (24,6%). 


Nas últimas 24 horas, passou a fazer parte dessa estatística 52.160 novos casos confirmados e 1.274 mortes. Atualmente, 3.580 óbitos estão em investigação. 


A taxa de letalidade (número de mortes pelo total de casos) ficou em 3,3%. A mortalidade (quantidade de óbitos por 100 mil habitantes) atingiu 49. A incidência dos casos de Covid-19 por 100 mil habitantes é de 1.479,7.


Desde o início da pandemia, São Paulo soma 639.562 casos acumulados de Covid-19. É o estado com o maior registro da doença, seguido por Bahia (198.767), Ceará (190.550), Rio de Janeiro (182.563) e Pará (169.613).  São Paulo também lidera o maior número de óbitos causados pela Covid-19 (25.571). Em seguida estão Rio de Janeiro (14.212), Ceará (8.011, Pernambuco (7.008) e Pará (5.901). 





Anvisa quer reforçar medidas contra novo coronavírus em aeroportos e aeronaves


A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) vai abrir uma consulta pública sobre o reforço nas estratégias de combate à Covid-19 em aeroportos e aeronaves.


O texto com a proposta de resolução será publicado em breve no Diário Oficial da União, estabelecendo prazo de 15 dias para o envio de contribuições.



Campanha é lançada para valorizar profissionais de saúde


Em meio ao aumento de casos de profissionais de serviços essenciais afetados pelo novo coronavírus, o Comitê Internacional da Cruz Vermelha lançou a campanha Valorize o Essencial. A proposta é combater o estigma e fomentar o respeito e o apoio aos que estão na linha de frente no combate à pandemia.


A entidade ressaltou que, desde o registro das primeiras infecções, os profissionais estão expostos a alto risco de contaminação. Dados do Ministério da Saúde mostram que 23,3 mil profissionais de saúde foram diagnosticados com o novo coronavírus. Desses, 196 morreram oficialmente por Covid-19, sendo que mais óbitos estão sendo investigados.



Fonte: Agência Brasil

4 visualizações0 comentário