• PORTAL G7

Casal comercializava remédios abortivos pelas redes sociais


Homem e mulher foram presos em flagrante pela Polícia Civil do Paraná. Ação ocorreu em Diadema (SP), com apoio da Polícia Civil de São Paulo.



Foto: PCPR / Fábio Dias



A Polícia Civil do Paraná (PCPR) prendeu uma mulher, de 39 anos, e um homem, de 43, suspeitos de comercializar medicamentos abortivos em diversas cidades do Brasil. Os dois foram presos durante o cumprimento de um mandado de busca e apreensão, nesta quarta-feira (24), em Diadema, no Estado de São Paulo. A ação contou com apoio da Polícia Civil de São Paulo (PCSP).

Durante as buscas foram apreendidas diversas caixas de medicamentos de comercialização proibida, além da quantia de R$ 56 mil. Além de prescrições médicas em branco, que a suspeita adquiria de forma irregular.


As investigações iniciaram em outubro de 2020, quando a PCPR apreendeu uma caixa do remédio abortivo que foi enviado por correio. Os policiais civis identificaram que os envolvidos vendiam os medicamentos por redes sociais e enviavam do município de Diadema (SP) para outras localidades.


O casal foi atuado em flagrante por adulteração de produtos terapêuticos e medicinais, tráfico de drogas, falsificação de certidão ou atestado e moeda falsa, pois também teria sido encontrado uma nota falsa em dos veículos dos suspeitos.


Fonte: PCPR

3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo