• PORTAL G7

Comissão da Assembleia aprova projetos de incentivo ao Turismo


Matérias tratam da instalação de placas com informações econômicas, turísticas e culturais dos municípios e da instituição de uma ciclorrota na região Norte Central do Estado, ligando 26 cidades.



Fotos / Arte: Toni Ricardo / Equipe G7



Os parlamentares membros da Comissão de Turismo da Assembleia Legislativa, presidida pelo deputado Soldado Fruet (PROS), aprovaram nesta terça-feira (22) dois projetos de incentivo ao setor.


Na mesma reunião, foi apresentado um projeto para redesenhar o Turismo no Estado, com bases definidas para o futuro. E ainda, lançada a ideia de um aplicativo com informações de todos os atrativos do Paraná.


Placas Turísticas e Culturais


A primeira das matérias aprovadas foi o projeto de lei 378/2020, de autoria dos deputados Emerson Bacil (PSL) e Delegado Recalcatti, que estabelece diretrizes de incentivo ao turismo no Estado do Paraná por meio da instalação de placas de sinalização vertical nas rodovias de entrada dos municípios.


As placas deverão conter diretrizes que especifiquem as particularidades turísticas de cada município por meio de identificação dos principais meios de subsistência cultivados. Para instalação da sinalização com os indicadores culturais, os municípios deverão solicitar junto às secretarias competentes para comprovar as raízes culturais e potencialidades econômicas.


De acordo com a justificativa, a proposição tem o objetivo de alavancar o setor turístico no Estado, já que o incentivo da área é uma contribuição para adequação do recebimento de visitantes.



Ciclorrota


Os deputados também aprovaram o projeto de lei 580/2020, de autoria do deputado Do Carmo (PSL), que institui a Ciclorrota Norte Central no Estado do Paraná.


A rota é composta por 26 municípios. O objetivo é incentivar o uso da bicicleta e a conscientização quanto a importância da prática dos esportes como instrumentos de qualidade de vida.





Reinventário Turístico


A reunião desta terça-feira, que teve a participação do deputado Galo (PODE), contou ainda com a apresentação do “Projeto Reinventário Turístico - Alternativa para reinventar o Turismo no Paraná”, ministrada pela turismóloga Alessandra Wagner Nester. Ela apresentou ideias de como transformar o Estado em um destino turístico inteligente, firmando as bases da atividade turística para o futuro.


Segundo ela, o conceito, que também poderia ser chamado de Destinos Turísticos Inovadores, pretende aliar a inovação e a tecnologia com a atividade turística, somado a práticas ecologicamente corretas para obter um turismo sustentável. O objetivo é beneficiar não somente aos turistas e empreendedores do setor, mas a população do lugar.


“Eu visualizo o Paraná se destacando como polo turístico inovador porque essa ideia vai na mesma linha do projeto anunciado pelo Governo Federal para transformar dez cidades brasileiras em destinos turísticos inteligentes", destacou Alessandra.


O presidente da Comissão de Turismo, deputado Soldado Fruet (PROS), gostou da proposta e se dispôs a agendar apresentações da especialista em reuniões com a Paraná Turismo e o Conselho Paranaense de Turismo (CEPATUR), do qual é conselheiro titular indicado pela ALEP. Segundo ele, o intuito é construir um projeto conjunto para auxiliar na retomada das atividades do setor turístico, um dos mais afetados pela pandemia da Covid-19.


Para o Soldado Fruet, “é um projeto inovador e muito importante para o turismo nesse momento em que está se fortalecendo o turismo regional, como vimos aqui em Foz do Iguaçu no último feriado, em que o pessoal da região visitou a cidade”, comentou.



Aplicativo


O presidente da Comissão de Turismo achou interessante a ideia de um aplicativo que agregue informações sobre todos os atrativos turísticos do Estado.


“Hoje em dia, todo mundo é digital, tem um celular na mão e ajudaria muito poder consultar todos os pontos turísticos e demais informações do lugar onde se está ou pretende conhecer. Por exemplo, se eu estiver viajando de Curitiba para Foz do Iguaçu e quiser parar em um café colonial, posso localizar a cidade por onde estou passando e o aplicativo apresentaria os restaurantes e outros estabelecimentos da localidade para eu poder escolher onde quero ir”, exemplificou.



Fonte: ALEP

2 visualizações0 comentário