• PORTAL G7

Comissão da Juventude aprova Política Estadual de Valorização da Vida


Deputados se reuniram na manhã desta quarta-feira (07), logo após a sessão plenária. Também foi aprovada determinação para que empresas comprovem o cumprimento da lei na contratação de aprendizes junto ao Governo do Estado.



Foto / Vídeo: Reprodução Zoom / Assessoria Parlamentar



A Comissão de Defesa dos Direitos da Juventude, presidida na Assembleia Legislativa do Paraná pelo deputado Galo (PODE), aprovou em reunião na manhã desta quarta-feira (07), parecer favorável a um programa de prevenção à autolesão e ao suicídio de crianças e adolescentes paranaenses.


A Política Estadual de Valorização da Vida, projeto de lei 62/2020 do deputado Paulo Litro (PSDB), deve ser aplicada nas instituições de ensino pelo fortalecimento da autoestima e solidificação dos valores para o desenvolvimento psicossocial dos alunos da rede estadual de ensino, contribuindo para a resolução de conflitos vivenciados por eles.


Um dos pontos propostos é a criação de estratégias preventivas e de identificação da autolesão, descrito na justificativa do projeto como ato que atinge um em cada cinco adolescentes pelo menos uma vez na vida. “A automutilação traz a dor emocional que cada um carrega. A maioria dos casos ocorre entre a pré-adolescência e o adulto jovem, ou seja, entre 10 até 25 anos”.





A Comissão aprovou também parecer favorável ao projeto de lei 385/2019, do deputado Soldado Fruet (PROS), que obriga as empresas que desejam contratar com o Estado do Paraná, suas autarquias, empresas públicas e fundações, a comprovar o cumprimento das leis e decretos referentes à inclusão, contratação e reserva de vagas para aprendiz em seus quadros funcionais.


“Além de fomentar a geração de emprego, trabalho e renda através dos mais diversos programas relacionados à política do trabalho, o Estado do Paraná é um dos maiores, senão, o maior gerador de empregos indiretos na iniciativa privada através das diversas contratações que realizam, compras e prestação de serviços”, cita a justificativa do projeto.


Participaram da reunião os deputados: Galo; Soldado Fruet; Arilson Chiorato (PSDB); Rodrigo Estacho (PV); e Boca Aberta Jr. (PROS).



Fonte: ALEP / Assessoria Parlamentar




1 visualização0 comentário